Delivery romântico

Estas velhas caixas de metal, com um compartimento para uso do carteiro e outros com as indicações “pão”, “leite” e em alguns casos também “carne”, ainda são fáceis de encontrar nas casas antigas e até mesmo em alguns prédios de apartamentos da cidade. Embora muitas delas estejam sendo carcomidas por ferrugem ou arrancadas com casa e tudo, algumas ainda teimam em sobreviver como testemunhas de um tempo em que a entrega em domicílio ainda não era incompatível com o romantismo e a poesia.

Em mais algum tempo elas vão terminar de desaparecer, e a cidade só vai ficar mesmo com seu sucedâneo moderno, cada vez mais onipresente: o passa-pizza giratório acoplado à grade do condomínio, uma infeliz invenção que serve para, basicamente, fazer da pizza a instituição mais triste de São Paulo.

(fotos reproduzidas da internet)

2 comentários
  1. Moacir disse:

    Que máximo! Eu nunca tinha visto uma dessas. Quando eu era criança (circa 1970) o padeiro entregava o pão lá em casa, mas não tinha uma caixa específica para isso. Ele deixava na janela. E o jornal também. Não me lembro do leite. A carne eu tinha que comprar no açougue. Era uma das minhas atribuições (encher as garrafas de água para colocar na geladeira, por o lixo para fora e ir ao açougue quando minha mãe precisava). 😉

  2. Mariana disse:

    Na casa da minha avó ainda tem um desses, o máximo, apesar de não ser mais usado, claro.

    Já no prédio onde moro o único e juvenil ato de rebeldia que me permito é abrir o portão para pagar o entregador de pizza. E já levei bronca da síndica, ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: