Lei Cidade Burra

A Lei Cidade Limpa entrou em vigor em 2007 e se tornou um sucesso de público. Mas enquanto todo mundo elogia, poucos param pra pensar na forma pouco inteligente como ela é aplicada e nos prejuízos que isso trouxe à cidade.

O bairro da Liberdade, por exemplo, empobreceu muito com a lei. Perdeu os letreiros e luminosos com ideogramas orientais que lhe eram tão característicos e lhe davam identidade cultural, mas que agora, em nome da “limpeza”, só podem ser vistos em fotos velhas como estas.

(A foto de cima é da Wikimedia Commons; a de baixo é um cartão postal dos anos 80.)

6 comentários
  1. ralphgiesbrecht disse:

    É uma lei sem exceções. A pergunta é : valia a pena abri-las? De qualquer forma, se v. vir um velho post meu vvai ver que leis burras ajudaram o que foi talvez o mais bonito “jardim-parque” de São Paulo a ser substituido por uma floreste de edificios na Vila Mariana: http://blogdogiesbrecht.blogspot.com.br/2009/04/chacara-da-vila-mariana.html

  2. Douglas disse:

    A lei é boa, a implementação talvez nem tanto. Deveriam ter excessões, como o caso da Liberdade, mas foi um projeto de lei feito de cima para baixo e sem conversar com quem realmente importa, ou seja, a sociedade. Tal qual as mudanças dos fretados há 2 anos e meio atrás. Mas mesmo assim prefiro como é hoje, do que antes da lei.

  3. Bullitt Kowalski disse:

    Poderiam abrir uma exceção na Liberdade, desde que haja ideogramas japoneses ou motivos orientais.

    Na verdade o bairro está uma lástima. Eu moro na Aclimação, bem colado ao bairro, e o que vejo é muita sujeira e má conservação. O bairro precisa dar uma repaginada, pois não aguenta mais tantos turistas e frequentadores.

  4. Gil Roberto disse:

    O problema é que seriam tantas as exceções (estamos no Brasil, a terra do jeitinho…) que a lei acabaria por ser inócua. Assim, vão-se os anéis mas ficam os dedos, sacrifica-se certas tradições, como os citados letreiros, mas obtém-se uma cidade mais simpática.

  5. Lucibethy disse:

    Na minha opinião, a lei cidade limpa contribuiu muito para descaracterizar a cidade. Seria mais interessante limpar todas as áreas pichadas em vez de retirar toda a comunicação visual que tinha tudo a ver com a cidade. Em uma das fotos deste blog revi um painel com a ilustração de um simpático atendente da Texaco saudando os passanantes da cidade… Quando eu era criança, adorava ir levar minha madrinha em casa, no Largo do Arouche, porque no caminho eu via o anúncio e gostava muito dele. (Eu achava que era um guarda, mas tudo bem). Devido a essa lei, o meu grada da Texaco e outras intervenções urbanas históricas foram apagadas, proibidas e “limpas” da cidade. Agora só é permitido pichação e sujeira comum. Ainda bem que o Kassab nunca foi prefeito de Las Vegas, ou de Tokio, ou mesmo de Nova Iorque… Ele ia adorar limpar toda a Time Square, Broadway e imediações…

  6. SavianoMarcio disse:

    As coisas só são bonitas quando existe alguma critério para sua aplicação, pode ser chinês, japonês, arabe, zulu, vai ficar uma porcaria sem nenhuma regra e não é letrinha, neon piscante que vai melhorar algo, não é nada além de ruído visual, duvido muito que alguém “pensou” 1 segundo tentando imitar alguma cidades da China ou do Japão, é só um anuncio querendo gritar mais que o outro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: