The Prado mansion house

Confesso que quando publiquei o último post, um daqueles desenhos de 1913 estava me incomodando. Era o da casa identificada com a legenda “The Prado mansion house”. O texto do A.S.Forest não dava maiores indicações, e eu fiquei me perguntando que casa seria aquela. Evidentemente era uma residência da família Prado, mas qual? A de dona Veridiana, na av. Higienópolis 18, não podia ser porque sua fachada nem de longe se parece com a do desenho. Acabei deixando pra lá, e achei que ia ficar sem saber mesmo.

Mas o Peter Marx, que eu não conheço pessoalmente mas é leitor do blog, acabou matando a charada. A tal “Prado mansion house” nada mais é do que a casa da Chácara do Carvalho, que ainda está em pé (e bem conservada) na combalida alameda Barão de Limeira.

Ela foi projetada pelo arquiteto italiano Luigi Pucci, o mesmo do Museu do Ipiranga e, na época em que foi retratada pelo ilustrador inglês, era uma referência na cidade: morava ali o Conselheiro Antonio Prado, filho de dona Veridiana e prefeito da cidade entre 1899 e 1911. Depois da morte do conselheiro em 1929, foi vendida para um colégio católico que funciona lá até hoje.

É curioso que, mesmo tendo morado a vida inteira perto dali e tendo passado tantas vezes pela porta, eu tenha tido dificuldade para reconhecer o local. Na verdade isso tem um motivo: a casa está escondida atrás de muros e, apesar do seu tamanho, é quase invisível à cidade. Somente quem passa a pé por uma estreita rua lateral consegue avistar um pedaço dela, se esticar o pescoço o suficiente…

Ao Peter, fica um agradecimento pela contribuição para o blog. E às freiras do colégio Boni Consilii, a sugestão para que diminuam um pouco esse muro, ou o troquem por grades, devolvendo à cidade pelo menos a chance de enxergar um patrimônio tão importante.

(A primeira foto é do site do colégio Boni Consilii; as outras duas são do Google Street View.)

5 comentários
  1. feherculano disse:

    Que página sensacional!
    Sou apaixonado pela São Paulo antiga, histórica…
    Parabéns pela iniciativa!!
    Abraços!!

  2. ralphgiesbrecht disse:

    Os muros altos estão matando a cidade.

  3. Fabrício disse:

    Meu caro, penquise só mais um pouco sobre a atual situação desta região e vai, facilmente, entender opor que o muro tem que ser alto.

  4. E isso muda o fato de que os muros altos estão matando a cidade? É cada uma…

  5. Lui disse:

    Estudei nesse colégio durante toda minha vida e me formei ano passado. Moro a 2 minutos dele e só agora comecei a me interessar pela história de São Paulo e em especial pela região em que moro, pois há muita história nela. Ótima página a sua!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: