Do futebol ao shopping

Em 1961, um grupo de alunos do curso de Geografia da USP, matriculado em uma disciplina chamada “Orientação para a Pesquisa”, foi fazer um trabalho de campo no bairro de Pinheiros. O trabalho ficou tão bom que acabou virando um livro, organizado pelo professor Pasquale Petrone e publicado em 1963 pela Edusp.

Lido hoje, o livro tem um monte de coisas interessantes. Uma das que eu mais gosto é a foto reproduzida abaixo, de um terreno na beira do rio Pinheiros, que aparece com a seguinte legenda:

“A várzea do rio Pinheiros constituiu-se até recentemente em um obstáculo ao crescimento do espaço urbano de Pinheiros, em virtude de seu caráter inundável e de sua insalubridade. As obras de retificação e canalização do rio, assim como de drenagem dos terrenos varzeanos, permitiu sua utilização recente. Entretanto, ainda hoje restam alguns trechos sem utilização significativa. É o caso, por exemplo, do trecho varzeano localizado na margem direita do rio, junto à avenida Euzébio Matoso, à esquerda de quem se dirige para a ponte. Focalizado pela fotografia, êsse ângulo varzeano revela a permanência de algumas formas pioneiras de utilização da várzea, com campos de futebol, ao mesmo tempo que funciona como depósito de monturos, preparando-se para ser utilizada de forma mais interessante (Foto Aldo Anhezini).”

Hoje sabemos qual foi a forma de utilização encontrada, “mais interessante” que futebol. Vinte anos depois da foto, nesse exato lugar inaugurou-se o Shopping Eldorado.

8 comentários
  1. Martin disse:

    E uma coisa que eu não comentei no post mas que merecia ser comentada é a ilustração de capa, assinada pelo artista plástico Walter Lewy. Ela mostra a paisagem do bairro: o rio e a ponte ao fundo, a igreja do largo de Pinheiros, as araucárias que deram origem ao nome do bairro, e casinhas, muitas delas, dessas que agora estão sumindo para virar torres de apartamentos com muros e guaritas.

  2. Pedro wolthers disse:

    Martin, realmente a cidade era mais gentil mas porque deixo – a de ser ?

  3. Beto disse:

    Nós vizinhos carinhosamente chamávamos o local de “Areião” 🙂

  4. É simplesmente impressionante imaginar, parece impossível. Em relativamente pouco tempo a paisagem muda totalmente, é impressionante.

  5. Eu joguei bola aí, qdo estudava no Colégio Luis de Camões, ali do lado. Tinha outro campo em frente da Praça Guilherme Kawai, poucas quadras dali, na rua Manduri.

  6. Iara disse:

    Que saudade. Quando eu era pequena, ali onde hoje é o Anhembi e o Sambódromo, era só campo de futebol de várzea. Vários, um ao lado do outro. O papai nos levava e nos encontrávamos com o titio, que levava meus primos. Era uma farra. Enquanto isso a mamãe fazia o almoço…Bons tempos.

  7. Andrea disse:

    Eu me lembro do terreno onde hoje se localiza o shopping Eldorado, aliás fui até a inauguração do antigo supermercado Eldorado com minha mãe porque ela era de Campinas, de onde veio tal ideia e marca.
    Quando fomos embora empurrando o carrinho de compras do mercado ela não sabia onde tinha estacionado o carro e ficamos rodando com o carrinho de compras e o sorvete derretendo.
    Que saudades da cidade mais gentil, mais generosa e menos cínica!

  8. Meu pai jogou muita bola nestes campos onde está o Shopping Eldorado. Ele dizia que se chamava Brasil, mas não sei se ele se referia a um time de futebol que seria dono dos campos. Creio que tenho foto da parte interna de um bar que havia lá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: