Piazza da Sé

O cartão postal, da praça da Sé transformada em estacionamento na década de 30, sugere que já naquela época a cidade começava a flertar perigosamente com o automóvel.

No verso do cartão, um italiano com poder de síntese demonstra que já tinha entendido muito bem o uso que São Paulo estava começando a dar a seus espaços públicos:

“Piazza da Sé, dove nelle ore di lavoro tutti lasciano l’automobile per ritirarlo alla sera tornando a casa”.

(Praça da Sé, onde nas horas de trabalho todo mundo larga o carro para retirá-lo à noite, na volta para casa).

1 comentário
  1. Tomomasa Takeda disse:

    Eh assim que comecamotorizacao. Acho que inevitavel tal motorizacao, mas vendo ambiente que vivemos, sera que esse desenvolvimento foi correta ? ou realmente evolucao,? moderniazacao? ou destruicao, usando material de combustao fossil, mas sempre tem limite. E depois o que podemos aproveitar tais material combustivel de origem fossil?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: