Um não sei quê

As duas fotos, tomadas exatamente do mesmo ângulo com 100 anos de diferença, mostram que o largo do Arouche, apesar das mudanças, conservou algo em sua fisionomia.

Algo difícil de explicar, um não sei quê, mas está lá e permite reconhecer o lugar na primeira olhada.

400
401

A foto de cima é um cartão postal de 1910. A de baixo é uma tomada do Google Street View em 2011.

2 comentários
  1. carlos disse:

    O tamanho do
    canteiro central que é incomum aos tamanhos da grande maioria das ruas de SP.

  2. É o que restou da chácara do Marechal Arouche. Como curiosidade, vale dizer que na sua chácara o Marechal praticava jogos de guerra, entre o ‘campo alto’ ( Onde hoje está o mercado de flores) e o ‘campo baixo’ ( a ladeira da foto).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: