Tamanho é documento

Achei a foto em um site todo escrito em chinês. O que ela estava fazendo lá, não consegui entender direito. Mas o que me chamou a atenção foram suas grandes dimensões: são quase 4 mil pixels de largura por 5 mil de altura (para vê-la com esse tamanho todo, é preciso clicar nela duas vezes).

Com isso é possível passear pelo Sumaré reparando em detalhes: as pessoas andando na rua, três crianças brincando na calçada, roupas  penduradas nos varais, os modelos dos carros (são só seis veículos em toda a foto!), e até mesmo um cachorro dos anos 50 parado na porta de uma venda na esquina da rua Havaí com a rua Apinagés.

(Na verdade, pelo porte do bicho, parece ser mais um pônei do que um cachorro, embora eu ache improvável que houvesse pôneis parados  nas esquinas do Sumaré, mesmo quando a cidade era mais gentil. Pensando bem, deve ser um burrinho ou um bode…  Atrás dele parece haver uma pequena carroça, meio difícil de enxergar porque está tampada pelo poste. Bode puxa carroça?)

A rua que corta a foto da esqueda para a direita é a Apinagés. Na parte superior da foto estão a avenida Doutor Arnaldo e a igreja Nossa Senhora de Fátima. E lá no alto, bem longe, dá pra ver o ginásio, o obelisco e a oca do Ibirapuera.

416

Foto reproduzida de youse.aoaob.com (não recomendo entrar lá se você não tiver um bom antivírus). Ela também está em vários outros sites (Flickr, Panoramio, etc), só que em tamanhos reduzidos que tiram a maior parte da graça.

9 comentários
  1. Ricardo dAvila disse:

    Sensacional.
    Fantástica foto.
    Conheço região, relativamente bem, e andando por lá sempre achei meio “fifties”. Agora, vendo assim e desse angulo, mais ainda!

  2. Fiz um passeio pelo Google Maps, a partir do edifício em frente ao qual está o animal com a carroça. Fica na esquina da Apinagés com a rua Havaí (que é uma quase-continuação da dr. Arnaldo). Achava que esse edifício, que já parece velho na foto, não existise mais. Entretanto, ele ainda está lá, já muito modificado, mas dá para ver que é o mesmo e nele funciona o Bar Veredicto. O prédio está quase irreconhecível, mas alguns detalhes da estrutura do segundo andar permitem deduzir que é o mesmo. Na foto original, ao lado do prédio há um quintal com roupas penduradas, onde hoje estão a chaminé e uma porta lateral ou garagem do bar. Seguindo pela mesma calçada, descendo a rua apinagés, vemos que muita coisa continua lá, ainda: Na casa verde seguinte ao bar no GM, o quintal da frente, com árvores, deu lugar a uma garagem convertida em loja (Vidraçaria Vidrex), mas a casa se pode reconhecer. O imóvel a seguir é fácil de reconhecer. Tem uma escadinha, para a casa, nos fundos, e duas portas estreitas de loja, hoje com um cartaz de sapataria e encanador. A seguir, na foto original, há um terreno onde hoje há uma loja de móveis. A seguir, temos, na foto original, uma casa com aquela varanda com arco, que no GM está escondida por um muro alto e pelas árvores da rua. Depois dela, há uma casa mais recente, ocupado o espaço de um terreno. O imóvel seguinte é bem fácil de reconhecer: no número 1577 da Apinagés, uma casa de muro baixo, com um recuo com um jardim na frente dividido por uma escada; em cada uma das metades há uma espécie de vaso grande circular, que já aparecem na foto original. A casa seguinte continua lá, praticamente a mesma (n. 1587): tem muro baixo, um jardinzinho na frente e uma garagem com um arco. No GM é uma casa azul. Descendo mais um pouco, ainda há várias casas que permanecem reconhecíveis.

  3. rcastro disse:

    muito legal rever a casa onde morei na infancia e adolescencia na avenida Sumare;a casa foi demolida para a ampliação da avenida até pinheiros.

  4. Antonio Almeida disse:

    Ainda bem que você deixou prá mim o HC e a faculdade de medicina… Acho que é um cavalo ou um burro, parece que fazendo uma refeição, hahaha

  5. diego d disse:

    moro nesse primeiro quarteirão, do lado direito. várias dessas casas resistiram até o começo do ano, mas no começo do ano umas 6 ou 7 deles foram derrubadas para a construção de mais um prédio 😦

  6. Silvia Coutinho disse:

    maravilha! Morei mais de 45 anos aí e nossa casa ainda continua firme e forte. Gostaria de ter a foto para fazer um pôster para minha sala. Como você disse que o site original é de extrema periculosidade, gostaria de saber se você poderia ser minha forma de aquisição. Estou disposta a pagar por ela. Abs. Silvia

  7. Silvia, fico feliz que vc tenha gostado da foto. Fique à vontade para usá-la como quiser!
    É muito simples pegá-la, e não é preciso ir ao site original. Basta que vc a abra em tamanho grande aqui mesmo no blog, depois clique nela com o botão direito do mouse e a salve no seu computador…

  8. Silvia disse:

    Maravilha! É prá já!!!!! Abs. Silvia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: