A árvore impassível

Muita coisa mudou no largo do Arouche. Mas o que menos mudou foi essa imensa árvore que aparece bem no meio da foto.

A foto é de um cartão postal do começo dos anos 40. E pelo tamanho, a árvore com certeza já era muito antiga na época. Ela continua no mesmo lugar, do mesmo tamanho, igualzinha até hoje.

Muitas construções da foto não existem mais. A que mais me chama a atenção, quase no centro da imagem, é um prédio imponente com frontão triangular, que lembra um teatro. São os fundos do Cine República, um cinema da década de 20 que ficava de frente para a praça da República.

Ao contrário da árvore, o cinema não resistiu. Foi demolido nos anos 50 para a construção de outro mais moderno, que também se chamou Cine República.  E que por sua vez também foi demolido, nos anos 70, para a construção do metrô.  A árvore assistiu a tudo impassível. E pelo jeito não pretende sair de lá tão cedo.

430

7 comentários
  1. amaury disse:

    a via à esquerda é a Vieira de Carvalho, certo?

  2. Isso mesmo. E as árvores atrás dela são as da praça da República.

  3. Lígia disse:

    Maravilhoso ver algo que permanece, a despeito de tanta degradação no centro da cidade. Ela, a árvore, é testemunha silenciosa de enormes mudanças, muitas vezes para pior.

  4. gustavo giroti disse:

    também espero que ele fique lá por muito tempo ainda

  5. Lidia disse:

    o edifício Esther!!

  6. É um xixá (Sterculia Chicha) com mais de 150 anos muito provavelmente remanescente da mata original do local e o mais legal é que ele está na época das sementes agora!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: