Cine Líder

Não consegui achar nenhuma foto antiga do cine Líder, na rua Conselheiro Nébias 197, na região da cracolândia. Mas achei várias informações sobre ele em anúncios de jornal.

Quando foi inaugurado, em 1961, ele era um “moderno e acolhedor cinema em pleno coração da cidade”, especializado em filmes antigos. Cobrava preços populares e dava desconto para militares e estudantes. “O Cine Líder agradece desde já a sua preferência, prometendo fazê-lo reviver deliciosos momentos do passado”, dizia o anúncio na Folha de S.Paulo.

471

Pelo jeito não deu muito certo. Menos de um ano depois da inauguração, as delícias prometidas já eram de outra ordem. “Os mistérios do sexo desvendados num filme realista”, dizia um anúncio de 1962, e também avisava que o cinema era “só para homens” e “reservado para um público adulto”.

472

Nos anos 70 o cinema mudou de nome. Virou “cine-teatro Can-Can” e incrementou a atividade: passou a intercalar as projeções de filmes com shows no palco.  Esta foi a fase mais duradoura. “De Pernas Abertas”, “O negócio está de pé”, “O Vale das Taradas”, “Bacanal na Ilha da Fantasia”, “Ardendo em Sexo” e “Fêmeas que Topam Tudo” foram algumas das inúmeras produções cinematográficas exibidas. O último anúncio saiu em 1990, e o prédio foi demolido logo depois.

A única coisa que não foi demolida foi a parede lateral da plateia, que ainda conserva a decoração original. Uma paisagem mexicana, um cameraman, um diretor de cinema, o Carlitos de Chaplin e um índio de faroeste assistiram juntos a todas essas mudanças e foram ficando ali, unidos e firmes, até hoje.

Na minha opinião este é o estacionamento mais bonito de São Paulo.

473

474

475

476

Os anúncios são da Folha de S.Paulo de 10 de agosto de 1961 e 4 de abril de 1962. As fotos são da Monica Hikaru, e eu apareço em uma delas.

Atualização em 13 de março: O Luciano Cartegni mandou uma nova informação. Existe uma foto da fase final do cinema no livro  “Salas de Cinema em São Paulo” de Inimá Simões, editado em 1990.  A foto, que reproduzo abaixo, está no final da página 124 do livro, que pode ser lido aqui: http://www.centrocultural.sp.gov.br/livros/pdfs/salas.pdf.

961

1 comentário
  1. Eduardo Ogata disse:

    Cracolândia é o nome adotado pelo PSDB. O nome do bairro continua Santa Ifigênia, ou Luz.
    No Cine Paissandú havia uma pintura muito bonita também, mas não tive oportunidade de fotografar. Foi se…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: