O buraco do Copan

Em 1953, a praça Roosevelt (no canto inferior direito) podia não ser a mais bonita do mundo, mas ainda não era o verdadeiro viaduto em que foi transformada alguns anos mais tarde.

Mas na verdade, o que mais me chamou a atenção neste cartão postal não foi a praça, e sim o gigantesco buraco que estava sendo cavado um pouco acima, num terreno da avenida Ipiranga. São as escavações para a construção do futuro edifício Copan.

484

9 comentários
  1. Pedro Wolthers disse:

    Ypiranga ou Ipiranga ?

  2. gabriel kogan disse:

    O Copan foi construído no terreno onde, em parte, ficava a Vila Normanda. Um conjunto de casas imitando o estilo normando. Houve certa polêmica em relação a demolição dessas construções. Acredito que o conjunto tenha sido construído no final da década de 1920 e começo de 1930. O interesse arquitetônico das casas era muito discutível, mas por se tratar de algo um tanto pitoresco (casas com telhados projetados originalmente para neve em plena a avenida São Luís) e talvez também popularesco, houve resistência para salvá-la. Até hoje, uma das ruas de serviço do Copan se chama Rua Vila Normanda. Aparentemente, nessa foto de 1953, as casinhas já haviam sido derrubadas. Bem legal essa imagem.

  3. Acho que elas estão na foto sim, Gabriel! Ou pelo menos uma parte delas. A foto não é muito nítida, mas dá pra ver uma fileira de casinhas logo acima do buraco. Não ficavam exatamente no terreno do Copan, mas no terreno vizinho, onde foi construído o edifício Vila Normanda…
    Tem mais fotos da vila aqui: http://netleland.net/hsampa/normanda/normanda.html

  4. gabriel kogan disse:

    Parece mesmo que tem ainda uma ou duas casas no começo e o resto já foi demolido ou sendo demolido.

  5. Pedro Wolthers disse:

    Incrivel que não havia nesta época um órgão governamental para proteger estes e tantos outros patrimônios históricos de São Paulo. ( os 2 Prates, Parque Dão Pedro, a Assembléia Legislativa no Pátio do Colégio, o Prédio demolido na Praça da Sé etc e etc ).

  6. Reinaldo José Caruso disse:

    Nem o Copan e nem o Edifício Itália…

  7. Naquela época a cidade não era nada gentil com seu patrimônio histórico, hoje mesmo com as ferramentas disponíveis continua não sendo, um pena que não usamos essas ferramentas.

  8. As construções da Vila Normanda certamente eram simpáticas, mas estavam muito longe de ser “patrimônio histórico”, mesmo porque eram construções recentes. Talvez teria sido interessante (e engraçado) manter algumas delas por razões sentimentais ou como exemplo de arquitetura kitsch, mas não pelo valor arquitetônico ou histórico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: