Do outro lado do rio

Nos anos 50 a cidade ainda não tinha avançado direito sobre o Tietê, e a zona norte ainda conservava estes ares interioranos. A foto é da rua Ouro Grosso, no bairro da Casa Verde, e nos ajuda a entender o costume que o paulistano tinha (e alguns ainda têm) de chamar de “cidade” apenas a região central.

508

A foto faz parte de uma publicação que Eduardo Britto e Lino Michalczuk, dois historiadores da Casa Verde, estão preparando para comemorar o centenário do bairro em 21 de maio. Eu a reproduzi daqui: http://www.znnalinha.com.br/html/cv100.html.

(Quem gostou deste post talvez também goste deste outro, também sobre a Casa Verde.)

7 comentários
  1. Esse costume de chamar o centro de “cidade” existe em outras cidades também. Aqui em Recife mesmo, o “centro” nem é exatamente no centro (é mais à direita no mapa, na beira de onde o Capibaribe e Beberibe desaguam no mar), mas a turma ainda diz “tenho que ir na cidade”:)

  2. A casa da foto: esta é a casa verde em si? 😉

  3. Nelson Santareli Jr disse:

    grato pela lembrança de nosso bairro,a casa verde original existiu o começinho dos anos 70,depois virou uma loja do Jumbo Eletro,hj. Pão de Açucar.

  4. Nelson disse:

    Muito interessante, nunca endendi o porque de chamar o centro de cidade.

  5. Pepyta Gama disse:

    Nasci na Casa verde Alta, curti minha infância e toda adolescência na Casa verde e Bairro do Limão, me mudei, mas minha parentela mora toda por lá ! Amo demais esse lugar !

  6. Gustavo disse:

    Ares interioranos não; ares rurais. O interior não é isso.

  7. Djalma Tadeu disse:

    Nasci na R. Águas Virtuosas, minha família modou p/ R. Ouro Grosso eu tinha 1 ano, onde passei toda infância, a Ouro Grosso tinha muita areia que descia c/ as chuvas e transformava em espécie de praia cercada por córregos á direita e esquerda e ai brincávamos o dia todo, quando ñ éra bola (nossa preferência) fazíamos verdadeiras cidades c/ ruas e casas de areia e barro os carros e ônibus eram os pedaços de vigas cortadas das construções; A muito ñ moro lá mas sempre que estou em Sampa passo pela R. Ouro Grosso geralmente a madrugada ai viajo nas recordações nos amigos da época. . .aí meu coração bate F E L I Z !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: