Super highway

605Não tenho certeza se a foto é de São Paulo.Talvez seja de São Bernardo do Campo, município vizinho cortado pela via Anchieta.

O texto que acompanha a foto explica que esta “super highway”, que estava em construção, era um dos mais importantes projetos viários do Brasil. Ela encurtaria incrivelmente a distância até Santos. A viagem, que pela estrada velha levava uma hora e meia, seria reduzida a apenas meia hora!

Dedico este post a todos os paulistanos que resolveram descer a serra neste feriadão.

🙂

604

Foto e texto foram distribuídos pela agência Wide World Photos em 1943.

11 comentários
  1. O que eu estranho na foto é a pista de concreto, já que a Anchieta é toda de asfalto. Ou será que em algum momento houve um recapeamento asfáltico por cima do concreto?

  2. Oi Franklin! Nem tinha reparado que ela está de concreto na foto…

    Acabei de fazer uma busca nos jornais da época pra tirar a dúvida, e pelo jeito ela foi pavimentada em concreto sim! Veja estes dois trechos de notícias:

    “O governo Adhemar de Barros, com louvável visão do assunto, meteu ombros em dois grandes empreendimentos: as vias Anchieta e Anhanguera. Teremos, assim, facilitadas as comunicações com Santos e Campinas. A via Anchieta será, já o sabemos, toda de concreto, o mesmo se verificando com a Anhanguera entre S.Paulo e Jundiaí.” (Folha da Manhã, 21/2/1941, página 6).

    “Dada a exiguidade de recursos mobilizáveis, o plano prevê a extensão da auto-estrada [Anhanguera] somente até Campinas. Pelo mesmo motivo, o pavimento que seria justificado fosse de concreto como na Via Anchieta, teve de ser rebaixado para tipo intermediário (macadame betuminoso sobre base de macadame hidráulico ou solo-cimento) desde São Paulo até Campinas.” (Folha da Manhã 1/4/1942, página 1).

  3. petrafan disse:

    ia escrever o mesmo que o Franklin, ou seja, a Anchieta já foi de concreto?

    e aí percebo que ela foi, sim. e que a Anhanguera estava projetada para ser e não foi.

    no final, temos duas estradas asfaltadas com todas as desvantagens decorrentes disso.

  4. Martin, com certeza é mesmo a Anchieta. Seu projeto e construção foi a coisa mais bem feita até agora no Brasil em se tratando de engenharia civil e estruturas de concreto. Uma bela lembrança. Valeu!
    Um abraço,
    Manoel

  5. rcastro disse:

    até hoje,tenho na minha memória o tuctuc,tuctuc,tuctuc dos pneus do carro do meu pai,quando viajavamos para
    Santos ou Campinas;era o barulho que fazia em cada divisão das placas de concreto.

  6. Renato disse:

    Via Anchieta em Sao Bernardo do Campo, no bairro do Rudge Ramos, foto tirada olhando para o bairro do Ipiranga, em São Paulo, hoje, neste exato local existe a fabrica da Mercedes Benz e Ford a esquerda da foto, e tambem o Makro e Hipermercado Extra, sem contar na saida para a Avenida Lions que liga esta regiao de Sao Bernardo ao municipio vizinho de Santo Andre.
    Muito obrigado por compartilhar a foto.

    Abracos

    Renato

  7. Eu ia comentar exatamente o que o Renato disse, mas eu não tinha tanta certeza. Acho que ele matou a pau. O que sugere ser um lago, no centro alto da foto, deve ser a represa que havia na antiga Chácara Lauro Gomes. Nessa época não havia ainda a Mercedes nem a Willys (hoje Ford). Os primeiros prédios da Willys começaram a ser erguidos no início da década de 50 sobre o talude que dá pra ver logo após o referido lago.
    Nesse link (http://www.abcdpedia.com.br/wiki/index.php?title=Via_Anchieta) dá para ver outras fotos da Via Anchieta em que o pavimento também parece ser de concreto.

  8. amaury disse:

    vendo os comentários acima sobre a localização do trecho da Anchieta retratado na foto, percebe-se que as pistas da fotografia devem ser as centrais, pois esse trecho da estrada foi alargado com pistas laterais (ou marginais).

    fora isso, parece ser exatamente o local indicado pelos comentaristas.

    passei muitos anos na pista sentido contrário (SBC), no “cata louco” que levava os estudantes da FEI.

  9. Anchieta, Km 17. A Direita o barranco da Estrada do Vergueiro, hoje Marginal da Anchieta sentido SP. A Esquerda, vê-se o morro do bairro da Paulicéia e a baixada onde está a Marcedes-Benz.

  10. E, segundo dizem, este concreto foi tão mal executado, que em alguns poucos anos estava todo quebrado/rachado. As Placas simplesmente esfarelavam, o que levou ao asfaltamento. Os antigos de S.Bernardo dizem que as máquinas que fizeram a concretagem, se apoiavam em trilhos e usavam aquelas facas deslizantes para aplainar o pavimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: