Das três uma

Três bonitas casas, localizadas em três importantes avenidas de São Paulo.

Das três, apenas uma continua em pé. Mas por enquanto não vou dizer qual é, porque quero ver se alguém acerta.

Quem disser primeiro ganha um parabéns. Mas não vale só acertar a casa, tem que dizer também onde ela fica!

622

623

624

As fotos,fotos, que parecem ser dos anos 60, são do arquiteto Eduardo Kneese de Melo (1906-1994) e pertencem ao acervo da FAU-USP.

Atualização às 20:30: Bastante gente respondeu arriscando seus palpites, tanto aqui como na página do Facebook, mas ninguém acertou completamente. Alguns acertaram a casa (parabéns!), mas ninguém indicou a localização certa. Obrigado a todos!

Das três casas, a que continua em pé é a da segunda foto. Projeto de 1940 do arquiteto Eduardo Kneese de Mello, ela fica na av. Rebouças 2679. Na imagem abaixo, do Google Sreet View, dá pra ver como ela está hoje. Não era tão difícil acertar, ela não mudou tanto assim! 😉

Já as outras duas casas foram demolidas há bastante tempo. A da primeira foto ficava na av. Paulista, esquina com alameda Campinas. E a da terceira, na av. Brasil 907, esquina com a rua Canadá.

625

 

15 comentários
  1. Adoro esse tipo de casa.
    Recentemente dei umas voltas no Ipiranga e é bem legal ainda encontrar essas preciosidades.
    Meu palpite: a casa que está em pé é a terceira.

  2. Rafael Lisboa disse:

    Meu palpite é a primeira foto! Aquela casa que fica em frente ao DP, próximo ao metrô Marechal, confere?

  3. Igor N. disse:

    Absolutamente lamentável não estarem as três de pé. De todo modo, acredito que a sobrevivente seja a segunda, mas torço para que seja a primeira e lamento mais ainda se não for a terceira. A escolha é difícil. Quanto à localização, chutaria, com o perdão da ignorância, ser a primeira localizada em região mais central (Cambuci, por exemplo). Já a segunda, parece-me em algum local de ocupação mais recente (chutaria Alto de Pinheiros). Por isso, aliás, acho que esta foi a poupada. A terceira não vou arriscar nem chutar. O muro baixo e aparentemente de madeira excluiu todas as alternativas que pensei.

  4. Helena disse:

    Eu adorei todas as casas, e fiquei instigada para descobrir onde é, como ando circulando pelo centro, tive a impressão de já ter visto a última casa em algumas das minhas andanças.. Olhei no mapa, procurei, procurei, procurei e não consegui me localizar para dar o endereço correto, mas lembro-me que foi perto da rua Avanhandava que eu vi a casa da terceira foto (ou muito parecida com ela..)

  5. Thiago Bentancourt disse:

    Só sei que a primeira era na Avenida Paulista, uma mansão neocolonial projetada pelo maior defensor do movimento no Brasil, o português Ricardo Severo. Acho que a sobrevivente é a segunda.

  6. Acho que a segunda casa ainda deve existir, mas não sei em qual rua fica.

  7. Sheila disse:

    A casa do Cambuci de que o Igor fala é na rua Scuvero. Alias, são duas casas em estilo neocolonial, mas nenhuma delas se encaixa nas três fotos. As duas últimas casas me lembram algumas construções no Pacaembu, mas só lembram. Já a primeira casa me é familiar, mas também não passa disso. Questão difícil!… Passo o palpite para o próximo.
    Ah! preciso dizer que gosto demais de suas fotografias.

  8. Ivone disse:

    Acho que é a segunda e o bairro pelas carecteristicas Nas redondezas de Santo Amaro

  9. Bruno Martinelli disse:

    Acho que a segunda no bairro do Alto da Lapa

  10. Rapaz, infelizmente não sei dizer. Gostaria muito de ficar sabendo.
    Um abraço,
    Manoel

  11. ruy franco disse:

    A 2a é na República do Líbano e ainda está de pé! Acertei? Abraços

  12. Obrigado pelas respostas! Ninguém acertou totalmente, mas alguns chegaram perto. Acabei de completar o post com a resposta correta. 🙂

  13. então, a primeira casa era a residência do banqueiro Numa de Oliveira, conheci a neta dele, já idosa, que me mostrou no “Álbum Iconográfico da Avenida Paulista” ela posando para fotos no jardim da casa, nos anos 20…..projeto do arquiteto Ricardo Severo.

  14. É isso mesmo, Mariana, obrigado pelo comentário!

    E as outras duas casas são do Eduardo Kneese de Mello, que, coincidentemente, também é autor das três fotos. O Eduardo Kneese se tornou um dos principais nomes da arquitetura moderna brasileira, mas estas casas são de uma fase anterior dele. A da Rebouças é de 1940 e a da av. Brasil era de 1936.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: