Um bonde chamado delícia

O bonde está subindo o viaduto Brigadeiro Luís Antônio em direção ao centro, e eu só sei disso por causa do prédio ao fundo, embora ele não exista mais. É o edifício Columbus, projetado pelo Rino Levi e destruído pelo Paulo Maluf.

Aliás, não é só o Columbus que não existe mais. Não há nada, na foto, que tenha sobrevivido para contar a história: nem o prédio, nem o bonde, nem o muro, nem provavelmente o casal de pedestres. Muito menos o Óleo de Amendoim Delícia, que aparece anunciado na frente do bonde.

.680

Fico devendo o crédito da imagem. A foto original estava à venda na internet assim mesmo, sem maiores informações.

E para quem se interessou pelo edifício Columbus, sugiro este outro post.

4 comentários
  1. Pelo que eu já tinha lido sobre o Columbus, ele não ficava nessa posição em relação ao Viaduto Dona Paulina, mas, sim, na esquina deste com o Viaduto Brigadeiro, o que faria ser este o viaduto da foto. Entretanto, ao ver essa foto, procurei pelo prédio ao fundo à direita, que parece ser o Edifício Beacris, na Rua Jandaia, o que bate com a posição que você colocou (meio que na esquina do Dona Paulina com a Rua Asdrúbal do Nascimento, em frente à Casa José Silva, que foi inaugurada em 1961).

    É isso, mesmo? Se for, transforma o Beacris no único sobrevivente da foto! 🙂

  2. Oi Alexandre, realmente eu tinha me confundido com os viadutos. O bonde realmente está subindo o viaduto Brigadeiro. Por isso o Columbus aparece à esquerda. Se fosse o Dona Paulina, o prédio estaria à direita. Já corrigi a informação, obrigado!
    Quanto ao edifício Beacris, não o conheço. Mas quando tiver um tempo vou tentar pesquisar sobre ele. Abraço!

  3. Parabéns pelo blog, parabéns pelo esforço em registrar o passado da cidade.
    Adorei o post.

  4. VD disse:

    Eu acho muito fácil e conveniente reparar este erro. Basta o maluf devolver uma parte da quantia (porque se fosse toda a quantia, reconstruiríamos muito mais edifícios) que ele nos (contribuintes) roubou e reconstruirmos o edifício, reparando a tempo o crime contra o nosso patrimônio histórico. Se fôssemos uma nação séria…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: