Impossibilidades

A imagem dos anos 60 mostra duas coisas que na São Paulo de hoje seriam impossíveis.

A primeira são os simpáticos anúncios luminosos, banidos em 2007 pela Lei Cidade Limpa.

A segunda são o edifício Viadutos, do João Artacho Jurado, e o Conjunto Nacional, do David Libeskind, aparecendo na mesma foto.

698

No verso da foto há um crédito: “MTI Külföldi Képszolgálat”. Até onde eu consegui entender, trata-se de uma agência de notícias húngara.

13 comentários
  1. Glauber José disse:

    E os edifícios de Aron Kogan, Demoiselle e 14 Bis, que atualmente estão em estado deprimente.

  2. Martin, e qual é a sua opinião sobre a Lei Cidade Limpa? 🙂

  3. Não vou muito com a cara dela e não entendo a unanimidade que se criou: todo mundo achando a lei o máximo e ninguém vendo os defeitos. Acho que isso faz parte do nosso complexo de vira-lata. Se Londres se desfizesse do Piccadilly Circus ou Nova York desmontasse a Times Square para o resto da cidade ficar mais limpinho, acharíamos um absurdo. Mas fazer a mesma coisa com a Liberdade e com o Conjunto Nacional não causou espanto, pois nos achamos de segunda linha e não vemos problema em jogar na vala comum da poluição visual coisas que deveriam ser da identidade da cidade.

  4. Eric disse:

    Tenho a mesma opinião que você Martin. São Paulo “limpinha” perdeu um pedaço da cara de metrópole…

  5. Josias disse:

    Uma coisa é retirar aqueles outdoors que realmente poluiam e muitos ficavam abandonados sem nenhum anunciante. Outra coisa é retirar os neons e luminosos que marcavam certos pontos da cidade, nisso essa cidade limpa estragou a cidade.

  6. Este texto colocou uma pulga atrás da minha orelha, e fui ver se não havia nenhum jeito de enquadrar o Viadutos e o Conjunto Nacional em uma foto. Até há, mas deve ser de pouquíssimos lugares: http://www.historiaspaulistanas.com.br/index.php/fotografar-edificio-viadutos-conjunto-nacional/

    Sobre a Lei Cidade Limpa, eu mais gosto que desgosto dela, embora entre os três primeiros exemplos de efeitos colaterais negativos que eu pense estejam os dois que você citou (Liberdade e Conjunto Nacional), junto com o Brasilino de Pinheiros. Acho que a única coisa que conseguiu sobreviver à lei foi a escultura de palavras no prédio da Gazeta, cuja demolição chegou a ser cogitada (!).

  7. O Brasilino de Pinheiros merece um post só pra ele, Alexandre. Se vc não fizer no seu blog, eu faço aqui no meu! 🙂

  8. Também não gosto ( desculpe ter perguntado primeiro e respondido depois 🙂 ). Também não entendi a aprovação geral. Nesse caso não acho que é “vira-lata”, acho que é só alienação mesmo, no sentido de ficar alheio, ausente, e deixar que “eles” façam a política. Abraço

  9. Se eu tivesse uma foto legal dele, faria já. Como não tenho, acho mais provável você achar uma boa primeiro! hehehehehehe

  10. Jaime Iglesias Serral disse:

    Consultei uma grande amiga húngara e ela me disse que a tradução é: “Serviço de representação para o exterior ou estrangeira do MTI ( Magyar Távirati Iroda= Departamento Húngaro de Telégrafos).

  11. Pollon, Diego. disse:

    Eu sou a favor da lei cidade limpa!
    Claro, itens que fazem parte da memória urbana devem ser mantidos! Ou deveriam quando a lei foi colocada em prática, mas de maneira geral ela regulariza e torna tudo muito mais limpo, muito mais simpático do que aqueles milhões de placas uma maior que a outra gritando pela nossa atenção.
    Milhares de outdoors não valorizam nossa cidade!
    E se não me engano, existe em Nova York uma lei próxima, mas que visou manter itens importantes (e suas identidades) como a Times Square e coisas do tipo.
    É tudo uma questão de fazer direito.

  12. Pedro Wolthers disse:

    Pollon, concordo. É só sair do município de São Paulo ( ABC e D, Osasco etc ) que vc percebe o quanto aquela porcaria enfestava a capital. Talvez só o relógio do Itaú deveria ser exessão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: