Depois da batalha

A foto parece ser do comecinho dos anos 70, e o local é inconfundível. É a rua Maria Antônia, vista de ponta a ponta, com o Mackenzie de um lado e o supermercado Pão de Açúcar do outro. O prédio da USP também aparece, um pouco mais discreto, meio escondido entre os vizinhos.

Não sei quem é o fotógrafo. Mas seja lá quem for, com certeza estava no edifício Parque Higienópolis, na avenida Higienópolis 148. Pouco tempo antes, em outubro de 1968, dessa mesma janela, ele deve ter tido a chance de fotografar a batalha da Maria Antônia.

Nos anos 90, o canto inferior direito da foto sofreu uma grande perda. No lugar desse bonito casarão de esquina, foi construído um prédio lamentável chamado Olympic Higienópolis. Mas o resto da paisagem até que não se alterou muito…

732

(Imagem de autor desconhecido, reproduzida de um slide de 35mm)

7 comentários
  1. Sheila disse:

    Lamentável é a palavra. Na época da construção do prédio eu trabalhava num prédio da av. Higienópolis, exatamente atrás da FAU e acompanhei a construção. O pior é que o muro do tal Olympic consta como tombado… Me pergunto prá que se dar ao trabalho de tombar um muro sem o seu conteúdo?…

  2. Essa casa havia sido a única que sobrou depois da venda dos jardins dos Almeida Prado em 1948. (Fora a mansão deles, que virou a FAU). Eu me lembro quando ela foi demolida – falo da casa da foto – e mais uma vez praguejei… não adiantou, claro.

  3. Dos Penteado, e não dos Almeida Prado… Mas isso não faz lá muita diferença: no fundo essas famílias eram todas basicamente a mesma coisa… rs

  4. Pelo menos o Olympic serve aos estudantes do Mackenzie … pena que não há mais prédios para famílias naquela região, de dois e três dormitórios (ainda que fossem ovinhos).

  5. Beatriz Rivadávia disse:

    Não era a casa do Fabio Prado? Adorei ver a foto, pois estudei no Mackenzie dos 6 aos 17 anos. Fiz Ciências Sociais na Maria Antônia e na guerra com o Direito do Mackenzie eu morava em Washington,D.C. e para saber notícias, tínhamos que acessar rádio de ondas curtas…..Esse “cartão postal” fez parte da minha vida!

  6. Ricardo B. Dias disse:

    Não era. O casarão de esquina, depois demolido, era remanescente do lote da Vila Penteado (que ocupava o quarteirão inteiro, até a rua Sabará) e serviu de endereço ao Conde Honório Álvares Penteado. A antiga residência (“Solar”) de Fabio Prado, na avenida Brigadeiro Faria Lima, ao lado do edifício Dacon, abriga desde os anos 70s o Museu da Casa Brasileira.

  7. Legal ver essa foto! Sempre achei que o terreno da Vila Penteado tinha sido vendido segmentado e os prédios que existem lá hoje fossem dessa época. Interessante saber que antes desses edifícios outras casas ocuparam o espaço. A unica imagem da área que eu conheço é da VP inteira ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: