A diferentona

Odila é a diferentona da foto. Ela é a única que teve o nome anotado, e a única que posou separada das colegas, ao lado de seu garboso professor.

As razões de tanto privilégio se perderam junto com os envolvidos: a foto tem 97 anos, e não sobrou ninguém que possa explicá-las.

A única que restou é a escada que emoldura a pose, que evidentemente não pode contar a história. Mas só o fato de ela ter sobrevivido já é notável em São Paulo, onde o normal é que as construções (sobretudo as belas) desapareçam antes das pessoas.

Pensando bem, a escada é outra diferentona na foto.

915

916

A foto antiga, com um 1919 anotado no verso, estava em um sebo em Santos. A foto atual fui eu mesmo que tirei hoje de manhã, na Escola Estadual Conselheiro Antonio Prado, na Barra Funda.

5 comentários
  1. As grades das escadas resistiram ao tempo. Mas, pelo pouco que se consegue ver das portas antigas (a de baixo escondida atrás das meninas), elas dão a impressão que eram bem mais bonitas que esses estrupícios que puseram no lugar, não? Bons tempos em que o Liceu fornecia essas peças para os prédios públicos.

  2. A escola, na verdade, tem duas escadas como esta. Não sei qual das duas é a da foto de 1919, pois são exatamente iguais. Fotografei a que fica de frente para a rua, pois era sábado e a escola estava fechada quando eu passei.
    A outra ainda tem uma porta antiga de madeira. Dá pra vê-la da rua, mas para tirar a foto eu teria que entrar.

  3. Sheila disse:

    Exemplares cada vez mais raros na cidade… Nossa memória vai ficando restrita às fotos e me pergunto se as fotografias digitais também vão conseguir sobreviver?…

  4. Katia S. disse:

    Incrivel mesmo estas grades terem resistido ao tempo e em tao bom estado! Eu tenho grades de ferro no meu predio e sao bem mais recentes que as da foto e estao em estado lamentavel!!!! (desculpem a falta de acentos… nao sou eu mas o computador)

  5. Viasa disse:

    Escolas centenárias são muito comuns em Montevidéu ou Buenos Aires. Uma pena serem tão raras em nosso país, uma vez que o dever de oferta de educação básica a toda a população dentro da faixa etária ideal só se consolidou em 1971, enquanto nos nossos vizinhos essa condição republicana existe há mais de 100 anos, de fato.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: